Objetos que me completam, insignificante talvez


Muitos coisas me completam, algumas pessoas, um estado de ser. Minhas conquistas, minhas medidas, meu intelecto. Quantas coisas me fazem vibrar? A música espiritual de batidas dançantes, minha risada, meu timbre. A leitura no final da noite, a imaginação que é grande. Escrever me completa.

A lista é grande, as coisas não terminam de vir a mente, mas uma só é precisa. Exatamente, Deus. Eu me deixo preencher por tantas coisas. Pelos meus bens materiais, pela minha capacidade, mas existem horas da vida que isso vale exatamente nada. Eu não posso contar com essa lista, eu preciso de uma escapatória precisa, mas esses bens não me valem por nada. Tudo o que eu preciso está exatamente nesse nome: Jesus Cristo.

O que seria de mim sem Ele? Eu coloco tantos objetivos antes dEle. Gasto meu tempo com todas as coisas possíveis, mas sempre o deixo para amanhã. Eu deito minha cabeça no travesseiro a noite e reflito que o que estou fazendo não é legal, então digo que amanhã farei diferente, mas acabo mentindo pra mim mesma por que? Preciso entender que Deus é a única forma de eu verdadeiramente ser completa. Ser abundante em vida. Eu preciso entender que Deus é o meu amor, meu verdadeiro amor. E como um dia alguns não corresponderam o meu amor, eu estou a fazer o mesmo com Deus. Eu preciso saber que o final é que conta, e no final tudo ficará aqui na Terra, mas e eu? Vou morar com quem? Eu preciso correr para os braços dEle urgentemente e colocá-Lo no posto de primeiro lugar. Não em objetos, mas em a única pessoa que realmente importa e que merece todo o meu dedicar e respirar. Eu preciso corresponder esse grande amor. 
Tecnologia do Blogger.