Carl Lentz quer mudar a conversa de fé - Relevant



Talvez muito o conheça como 'pastor de celebridade', mas não é bem isso ou só isso que Carl Lentz é. Pastor da Hillsong NYC, familiarizado com as críticas ele contou recentemente a Relevant como ele lida com tudo isso.

Carl respondeu várias perguntas no artigo e contou a Relevant que muitas vezes as críticas não vem de pessoas que não tem a mesma fé, mas pessoas do mesmo barco. Ele fica bem com isso já que o objetivo é fazer a igreja crescer, obviamente algumas coisas cortam mais profundas que outras, mas o objetivo é ser igreja. Igreja deve consolidar, e isso as pessoas precisam fazer. Podíamos dizer as pessoas que estão fazendo algo de errado em vez de julgá-las: "Bem, o que você sabe sobre o Espírito Santo? O que está Deus mostrando a você? O que você acha que a Bíblia diz? Porque você acha que ele diz isso?"

Pastor Carl, baseado no que conversa é mais trabalhosa do que uma simples declaração, disse que em sua igreja há espaço para que as pessoas aprendam falando não do certo ou errado, mas falando de Jesus Cristo e o Espírito Santo. Temos que receber do Senhor, não uma religião, afirma. Pastor Carl disse que as vezes a mídia cristã cai no inconsciente. O Pastor da Hillsong NYC disse que não queria falar sobre 'modificação do comportamento' em questões difíceis no púlpito. Ele conversa com o público claramente sobre questões como homossexualismo: "Mas o nosso principal objetivo não é criar cristãos robóticos, o nosso principal objetivo é levar as pessoas a se apaixonar com o Senhor e ter o Espírito Santo. Sim, vamos falar sobre essas coisas, mas não é nossa coisa primária. Então, nós estamos apenas tentando nosso melhor para fazê-lo da maneira certa."

Ele afirmou que a questão da homossexualidade não é um assunto novo, mesmo a sociedade dizendo que é um tema quente, já existia isso na Bíblia: "Mas eu acho que a maneira que nós estamos fazendo isso, nós temos que mudar alguma coisa, porque nós não estamos ganhando esta luta. Nós não estamos chegando a um segmento inteiro da nossa comunidade com qualquer tipo de informação ou amor. É uma porta fechada por causa da forma como abordamos algumas dessas coisas, e eu não quero fazer parte disso."

Sobre ser chamado de 'pastor celebridade' por ter companhias como de Justin Bieber, ele disse que as pessoas estão olhando para a diferença do que pessoas como Justin, faz e não o que são. As pessoas são muito rudes, com personalidades famosas, elas colocam uma câmera em seu rosto sem parar. "Então, se você é um ninguém ou um alguém nos olhos deste mundo, você deve ter o direito de ter amor e ser pastoreado."

Fonte: Relevant Magazine
Tecnologia do Blogger.