Eu não posso culpar Deus, principalmente quando oro apenas antes de dormir

A chuva cai lá fora, finalmente! E o som dela me traz paz, vontade de dormir, com toda calmaria de uma mente maluca, mas agora em silêncio para apenas prestar atenção nesse som. Sem medo. Sem receio. É nessa hora que oro, e deixo minhas palavras sinceras, as vezes mesmo repetindo, eu faço questão de dizer e falar a Deus, essa é a hora em que mais costumo orar.

Isso me faz tão bem, pois eu durmo abraçada com Deus, e acordo do mesmo jeito. Eu me sinto tranquilo, animada, e isso é tão bom, pois não o estou deixando de lado. Mas quando o deixo para apenas esse momento, então aí sim encontro problemas. Deus é alguém para se relacionar, além de ser apenas Deus. Ele tem identidade, ele é pai e amigo. Ele não está afastado em uma distância gigante a  ponto de não podermos nos relacionar com ele, pois somos suas criaturas. E quando o deixamos de lado nós nos perdemos das mais variadas formas possíveis.

Então o que era para ser segurança, calmaria, uma vida de salvação, acaba se tornando transtorno. Quando deixo Deus de lado tudo pode se tornar duvidoso e inconstante alguma hora. Mesmo que esse momento seja depois que morrermos. E sobre todas essas coisas eu não posso culpar Deus, pois foi a ausência que criei dele em minha vida que tornou tudo isso possível. Orar é se relacionar com ele, e é mais uma das formas possíveis. Mas eu não posso deixar esse momento por apenas três minutos antes de apagar e dormir. Eu preciso estar em contato com ele a todo momento. E me aprofundar sobre o coração dele. Isso é possível, mesmo com toda a vida que levamos. Deus é tudo o que nós temos.
Tecnologia do Blogger.