Sê valente

Até onde vou ter que ir para reconhecer Deus perto de mim? Eu não quero continuar numa mentalidade, ou numa grande estrada, recebendo as consequências e um cansaço que me fazem percebê-lo do modo mais difícil. Quero estar pronta para vê-lo a todo instante. E quantas vezes já pensei, assim como já decidi por isso? Mas aqui estou eu, vivendo para só assim percebê-lo perto. Jesus disse que estaria com os seus, ele não queria deixar ninguém, ao subir para o Pai, com sentimento de abandono.

Ele ama tanto os seus que está próximo o tempo todo, e eu sou dele. Como posso desejar o amor, sem ter a base do amor que é Deus? Como posso ser tão independente de Deus a ponto de não corresponder a sua autoria de puro amor? Então ele continua sendo maior que eu, enquanto preciso ser resgatada de mim mesma e da minha falta de conhecimento sobre o que eu preciso que é primeiramente o seu amor. Ele faz o que sabe que eu preciso, quando ainda não estou entendendo nada ele continua agindo para que no fim das contas eu o reconheça.

Vi Deus, agarrei-me a ele de tal forma que o percebo toda hora, já que a vida assim ele o fez. Volto a quebrantar meu coração, volto a pedir para que ele venha. Vejo então que Deus não está longe, mas perto e o que eu preciso já tenho aqui dentro de mim. Para quê medo se eu consigo viver, dependente de Deus? Eu não quero ir mais longe para ter que reconhecê-lo perto. Ele é o meu amor, meu lugar, minha valentia, não quero continuar distante, assim vivendo percebo que não vale a pena, mas reconheço meu Deus o tempo todo. E vivo, nele sou valente, pois o tenho reconhecido ainda mais.
Tecnologia do Blogger.