Eu preciso continuar fechando as brechas

São minhas mãos que abrem portas e janelas. É por eu escolher assim que algo entra na minha casa ou na minha vida. Tem coisa que não precisam de um espaço enorme para aqui ficar, mas sim de pequenas brechas, pois facilmente passam por ela. De pessoas a coisas é assim que funciona. Compreendi que contas(redes sociais), lugares, pensamentos e conteúdos me abria uma oportunidade enorme de manter meus pensamentos cercados de negatividade, mas escolhi excluir isso dos meus dias. Escolhi sacrificar e deixar de lado algo que até me desse algum benefício, porém com ele vinha tudo o que me faz mal mais intensamente.

Minhas mãos não podem abrir oportunidades para coisas ruins entrarem na minha vida pelas portas. Eu preciso me cuidar, me amar e entender que Jesus é muito maior que tudo o que eu penso que preciso aqui, mas ainda sim me faz mal. Essas coisas não importam e eu consigo viver sem elas. Eu preciso de Jesus Cristo. Eu quero ele, e eu entendo o valor que ele tem acima de tudo o que me faz mal. Jesus está comigo e isso é o que importa, o que me faz mal não.
Tecnologia do Blogger.