A maior honra que alguém pode ter é imitar Jesus Cristo

A maior honra de alguém é imitar Jesus, por que isso não é simplesmente imitar um personagem com suas limitações criado a partir da visão e da perspectiva de alguém, de mesma forma alguém real que também pode me inspirar até certo ponto de alguma grandeza. Imitar Jesus não é simplesmente imitar alguém que vomite regras que até parece legal, mas o que na verdade faz é estar munido de filosofias vãs, visando algo passageiro que não se sustente nem com o tempo.

Jesus é a única pessoa que pisou na Terra e não cometeu pecados contra Deus. Ele é o próprio Filho de Deus, e o seu Espírito é de filho. Ser alguém que imita Jesus é quem visa a eternidade, não uma moda. Imitar o Filho de Deus é sobre entender a realidade, percebendo que não há nada que não esteja fadado a morte, e ao olhar Cristo ainda percebe-se que ele é o único Justo, capaz de responder ao anseio da eternidade que dentro de cada ser humano existe. Ele mesmo disse que é o Caminho, a Verdade e a Vida.

Se há uma fonte aberta no mundo, capaz de saciar uma sede que ninguém é capaz esse é o Cristo. As ações, as palavras, e tudo o que ele faz revela-se diante de quem o procura. É honroso tê-lo como um exemplo e uma referência de vida, pois ele é o exemplo de tudo o que há de melhor que é Deus conosco. E quando se deu, por amor de muitos, ele conquistou o meu coração.

No dia seguinte, João viu a Jesus, que vinha caminhando em sua direção, e disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! Eu estava falando a respeito dele quando disse: “Depois de mim vem um homem que é mais importante do que eu, pois antes de eu nascer ele já existia.” João 1:29-30
Tecnologia do Blogger.