Para Noisey Music é chocante Chance the Rapper dar a honra e glória de seus Grammys para Deus

Lawrence Burney, do site Noisey, escreveu o artigo "It’s Tough to Be a Chance the Rapper Fan When You’re Not a Christian", por que para pessoas como Burney que não entende muito sobre o cristianismo, e sobre liberdade de expressão, deve achar que é proibido alguém dar toda a honra e glória para o seu Criador, o Deus e pai de Jesus Cristo?



O artigo, muito mal embasado por sinal no Noisey tem tanta credibilidade como essa afirmação de Lawrence Burney: "O Evangelho foi criado por necessidade. Ele deu uma voz para aqueles que, em todas as outras avenidas de suas vidas, sentiu fisicamente e figurativamente silenciado.", ou seja nenhuma. Para Burney o Evangelho foi criado por pessoas silenciadas, ou pobres oprimidas quando na verdade: "Porquanto não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que nele crê; primeiro do judeu, assim como do grego; visto que a justiça de Deus se revela no Evangelho, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé, como está escrito: “O justo viverá pela fé”." Romanos 1:16-17

Não foram os pobres ou os oprimidos que criaram o Evangelho, visto que isso é o poder do próprio Deus quando amou o mundo inteiro e assim deu seu Filho único para que todo aquele que nele crê tenha vida eterna, sabe por que? Por que quem silencia e quem foi silenciado nesse mundo estão longe de merecerem algo da parte de Deus, quem nos deu Jesus, os valores, a justiça que sustenta nossa civilização ocidental, a América e nos dá uma democracia, o livre arbítrio e a liberdade vem unicamente e por mérito de Deus não nosso, humanos. 

Deus, para quem é cristão, é aquele que o leva a uma vida e a uma redenção incomparável, a começar por si mesmo. Não somos coitados, somos pecadores, falhos e muitas vezes maus, mas o amor de Deus nos redime e nos oferece uma vida nova pela pessoa de Jesus Cristo. Se Chance the Rapper, é cristão e vive essa verdade ele fez o que está dentro da única verdade sobre o mundo, que tudo o que há de bom e gracioso nele provém de Deus por isso a honra e a glória é totalmente do próprio Deus! Isso é simples. Deu para entender agora? Eu sinto muito se não estava claro antes.

Apesar de que o texto de Lawrence Burney parece muito mais mal intencionado do que confuso sobre a posição cristã. Assim como todos os que passam por uma subversão cultural, e só conseguem enxergar lutas de classes em tudo (negros x brancos; gays x cristãos; ricos x pobres; pais x filhos; conservadores x progressistas), quer ver? Burney prossegue em seu texto: "Enquanto qualquer fã de música independente, a realização negra e visibilidade negra deve ser feliz por todas as realizações de Chance the Rapper, sua invocação constante de Deus é chocante por causa do modo como o cristianismo tem sido usado como uma arma contra a comunidade negra na América."

Qualquer cristão de verdade não é, e nem usa o cristianismo como arma, a própria Bíblia enfatiza: "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." Efésios 6:12

De onde será que Burney tirou isso? Cristianismo é sobre redenção, um homem sem pecado, falhas ou crimes, que morreu por todo o mundo, todos os pecadores, os que falharam e cometeram crimes. Será que Burney entende realmente o que é o cristianismo e como ele vai muito além de igreja no domingo a noite? Será que ele tem noção do quanto o cristianismo foi necessário para a construção da nossa civilização ocidental e toda a nossa liberdade, da nossa democracia pautada em valores judaico-cristão? 

Sem falar que a América, que inclui brancos e negros, ricos e pobres, vivem com base 3 pilares: moral judaico-cristã, direito romano, filosofia grega. Então eu quero entender por que alguns acham que vivem uma cultura a parte negra aqui, somente nessa cultura, numa civilização que leva 3 pilares com bases em suas culturas das quais esses usufruem todos os dias. Impossível né? Só se mudarem, e desfazerem desses três pilares mesmos inicialmente.

Quando ele finalmente solta essa em seu texto, no Noisey: "A música gospel é a joia da coroa da igreja negra. Não importa quão dinâmico um pastor ou reverendo entrega sua mensagem no fechamento de um serviço, é o coro que mais consistentemente levanta os espíritos da congregação." (haha), então Noisey acredita que tudo o que acontece na igreja, ou fora dela, em nome de Jesus é vazio do próprio Cristo fazendo assim os coros com pessoas negras que cantam na igreja, como eu por exemplo que também canto aos domingos e a minha mãe negra, fazemos algo tão grandioso pelo pique, o nosso mérito de técnica e voz e pele negra, e levantamos a igreja vazios do Senhor dela? Sério? 

Existe sim uma cultura negra e negros talentosos que fazem um incrível trabalho. Mas tudo o que acontece, em nome de Cristo, é de responsabilidade do próprio Cristo em nós, por meios de nós e para sua glória. Não é nem o pastor ou cantores das congregações que fazem algo por si só, se não o que podem, e o que realmente conta e o que as pessoas precisam é do toque exclusivo e único de Deus. É por isso que a igreja recupera pessoas para a sociedade, por que ela não é a igreja dos homens, das mulheres, ou dos negros, mas é a igreja de Cristo.

“Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.” Romanos 12:5

“E ele - Jesus Cristo - é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência” Colossense 1:18

A Bíblia nos diz que nós, igreja, somos o corpo e Cristo é a cabeça. Ele é quem nos dirige, ele é quem faz por nós o que necessitamos. Um braço, ou um pastor, ou um coro, vazio de Cristo, não pode fazer nada em nome de Cristo, portanto não é igreja, mas um coro, ou alguém que se diz algo. É a mesma coisa que dizer que há um braço cortado por aí que se mexe sozinho, fora de seu corpo original - este coro negro que mais consistentemente levanta os espíritos da congregação. 

Lawrence Burney não entende muito sobre cristianismo, seu texto está cheio de erros gritantes. Ao invés de escrever esse artigo onde já começa dizendo que é um desafio, sobre fãs que não são cristãos e não entendem o por que de Chance The Rapper dar a glória e a honra de tudo o que conseguiu para o Autor e Criador, Burney devia entender primeiro o que realmente é a fé cristã, e o cristianismo em todos os aspectos para depois escrever um artigo. 

Ninguém merece! E ele ainda continua vendo lutas de classes. Por que será que a cada dia mais a grande mídia quer proibir Deus? Liberdade de expressão então já era. O Marxismo Cultural está gritante. É um desperdício de tempo artigos como esse, infelizmente. Precisamos entender realmente do que se trata o Cristianismo. Todos nós somos humanos, todos nós amamos a arte e o Criador disto é Deus, ele nos formou, é para ele que devemos olhar. Deus nos ama, seja nós brancos ou negros, ou mestiços. Chance The Rapper tem um talento maravilhoso por isso levou Grammys, parabéns pelo esforço dele e por quem ele é. 
Tecnologia do Blogger.