Apenas seja minha filha

Pais amam seus filhos sabendo das qualidades e dos defeitos deles, na verdade foram eles que geraram seus filhos. E, antes de querer qualquer coisa que seus filhos possam fazer, pais simplesmente amam seus filhos. Eles se preocupam em prover tudo o que o filho precisa agora inconscientemente - isso vale até para aqueles puxões de orelhas que são chatos, doem, mas são necessários - e eles continuam provendo. Amor fraternal é assim. Eles não estão pedindo nada para os filhos para ser pais, eles simplesmente estão sendo dia após dia enquanto os filhos vão crescendo e amadurecendo. Não é diferente com os filhos, quando eles simplesmente vão sendo filhos.

Nós fomos adotados por Deus de verdade. Ele não é o tipo de pai como os nosso pais terrenos ainda, por que Deus vai além do que nós humanos somos. O amor fraternal dele é muito real, mesmo quando o amor dos nossos pais podem falhar. Às vezes, pensamos que de tantas falhas que possuímos e de muitos erros em nossas personalidades não estamos mais no que nos faz ser filhos de Deus, nos pressionamos de tantos jeitos com tantos pensamentos pra baixo. Pensamos que Deus pode nos abandonar a qualquer segundo, que ele está super insatisfeito, ou mesmo distante por nossa causa. Esses pensamentos são mesmo mentirosos. A nossa fé em Jesus nos torna irmãos amados.

O amor de Deus não se baseia no quão bom nós podemos ser como filhos. Na verdade o amor dele se baseia em quem ele é. Isso não nos dá uma desculpa para agir de propósito como se não conhecêssemos a Deus, errando de propósito e achando que vai ficar tudo bem. Na verdade ser filhos, e na maioria somos como bebês que Deus sempre tem que ensinar como falar, como agir, o que não fazer, e ele mesmo nos limpa para que fiquemos bem, isso é simplesmente ser com uma fé do que somos.

Seja quem você é diante de Deus, entendendo que ele te ama, e que agora você tem um Pai que está a todo momento ao seu lado te guardando. Mas não esqueça que ele é quem vai te ensinar como falar, como agir e como ser. Lembre-se que ele enviou Jesus para sermos como Jesus é. Jesus nos deixou seu Espírito Santo para não ficarmos sozinhos, nos sentindo pra baixo, mas para sermos preenchidos e termos com quem aprender tudo e todas as coisas que Deus tem para nos ensinar tão intimamente antes de mais do resto.

Cresça como bebês crescem, em Deus, com o amor e o auxílio dele, com pessoas que são maiores do que nós e são completamente de Deus nos ajudando também. Mas não se esqueça que essa relação de pai e filho em intimidade deve acontecer todos os dias, preste atenção nisso por que é aí que você se mantém saudável, de pé, confiante em tudo o que o seu Pai tem para você na vida.
Tecnologia do Blogger.