É o seu dever proteger o seu coração em primeiro lugar

Responsabilidade é algo importante ainda mais quando o assunto é sobre as responsabilidades que você precisa ter consigo mesmo. Quando alguém se ama, esse alguém se cuida, principalmente sabendo que no mundo existem pessoas ruins ou mesmo doentes, e essas pessoas podem fazer mal consciente ou sem consciência disso. Ainda que haja muitas pessoas empenhadas a demonstrar que o respeito e o amor ao próximo que devemos ter é importante, ainda faz parte da natureza humana desvios de caráter (ainda que não seja um bom modo de ser), ou seja males que surgem internamente em alguém por algum motivo independente se há leis, ou pessoas dizendo que certo tipo de comportamento é errado.

Você precisa ter a noção de que existem pessoas que tem falta de caráter, ou por outros motivos, e elas não vão parar quando você estiver se relacionando com elas - a não ser que aconteça um milagre, ou um arrependimento profundo dentro delas. É exatamente por isso que cada um de nós precisamos ter a responsabilidade de guardar o nosso coração e protegê-lo de relacionamentos onde estaremos vulneráveis a pessoas que vão nos fazer mal. Isso acontece com mais facilidade quando abrimos nosso coração rápido demais, agimos apenas por palavras, pressão e emoções impulsivas (você tem o direito de escolha). Não conhecemos direito a outra pessoa, não buscamos ser amigas primeiro, ter um conhecimento melhor em diálogos, saber quem é a família ou como é a pessoa segundo amigos em comuns, etc de forma espontânea.

Conhecer um pouco melhor a outra pessoa primeiramente é fundamental. Agir só por que há um sentimento nem sempre nos leva a um final bom, por que pessoas podem demonstrar algo e agir de outra forma. Talvez a outra pessoa não seja "ruim", mas mal resolvida consigo mesmo de modo que ainda não se curou de relacionamentos passados, nem se desligou da alma de outra pessoa, ou ainda carregue consigo práticas que vão te fazer mal. Um tiro no escuro nem sempre é eficaz, você pode acertar, mas as chances são menores.

Quando damos o nosso coração sem precauções para alguém nos colocamos num caminho onde é mais fácil ser vítima de relacionamento abusivo. Você deve proteger o seu coração em primeiro lugar, por que pessoas de caráter sem integridade ou que não tem condição de se relacionar por fazer mal e ás vezes nem perceber isso sempre vão existir. É por isso que você precisa proteger suas esperanças e saber com quem realmente está se relacionando - seja com amigos, ou alguém que deseje namorar, etc. Não se abra rapidamente para alguém só por que aparenta ser legal, seja precavido e observador.

Ter prudência em se relacionar é algo que pode acontecer de modo natural, e isso acontece quando buscamos conversar, e observar como essa pessoa age. Acima de tudo, como alguém que ama a Deus acima de todas as coisas e ao próximo, alguém que sabe o que é realmente o amor, e que entende que num relacionamento a busca é mais do que ser feliz, mas fazer o outro feliz, podemos nos guardar em Deus. Podemos proteger o nosso coração em Deus, confiando a ele nossos sentimentos buscando não apenas uma boa pessoa para estar ao nosso lado, mas sendo uma boa pessoa para que alguém esteja ao lado - esse é um modelo segundo Jesus.

Orando por essa parte em nossa vida, e pedindo não apenas a proteção de Deus para o nosso coração, mas a inspiração para as pessoas dele ao escolhermos nos relacionar. Precisamos ser mais como Jesus, e buscar relacionamentos mais profundos com pessoas que nos aproximam, nos inspiram e de verdade exale Jesus. Em Deus está o padrão do tipo de relacionamento que devemos ter - um homem que dá sua vida pela sua esposa como Jesus deu a sua vida pela igreja, uma mulher que respeita seu esposo de modo que se submete a ele como a igreja se submete a Jesus e Jesus a Deus. O amor cuida com fé. (Efésios 5)

Não cometa o erro de passar a responsabilidade apenas para a outra pessoa, essa deve ser a sua responsabilidade em primeiro lugar com maturidade. É se amar, e conhecer melhor quem damos tanto acesso ao nosso coração. De modo natural, com conversas e observações sobre quem realmente é aquela pessoa em cada situação pelas suas atitudes - e principalmente se elas demonstram o caráter de Jesus. Nossas atitudes sempre mostram quem somos.

Tecnologia do Blogger.