Devocional - Conhecido por nossa fruta

"Considerem: uma árvore boa dá bom fruto; uma árvore ruim, dá fruto ruim, pois uma árvore é conhecida por seu fruto. Raça de víboras, como podem vocês, que são maus, dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração."
Mateus 12:33,34


Uma mulher que chamarei de Dorothy sabia mais sobre a igreja e sobre todos os membros e visitantes do que qualquer outra pessoa. Ela era bastante conhecida como a fofoqueira da igreja.

"Uma coisa sobre ela", disse uma amiga, "ela não é preconceituosa - ela fala sobre todos", e ela riu.

Um dia, ao me aproximar da porta da frente, ouvi Dorothy dizer a várias pessoas sobre um dos diáconos: “Mas não cabe a mim julgá-lo”, disse ela. O veneno saiu de sua boca e ela mencionou vários outros. Claro, ela era crítica de cada um.

Eu a ouvi e percebi algo. Ela só estava falando do que já estava dentro de seu coração. Isso é óbvio, mas compreendi outra coisa. Dorothy era tão crítica a si mesma, tão cheia de desgosto por si mesma, como poderia falar bem dos outros?

Demasiadas vezes as pessoas fazem promessas de que vão falar melhor dos outros e fofocar menos. Eles realmente tentam, mas nada muda. Isso é porque eles estão tentando mudar suas palavras sem mudar seus pensamentos. Essa é uma solução ruim, porque eles começam no lado errado. O que eles precisam fazer é olhar para dentro, perguntando: "O que está acontecendo dentro de mim?"

Pois a boca fala daquilo que enche o coração, disse Jesus. Ao considerar essas palavras, senti uma profunda compaixão por Dorothy. Ela permitira que Satanás enchesse sua mente com pensamentos críticos e duros. Ela não falava muito sobre si mesma, mas tenho certeza de que ela era totalmente crítica a si mesma, assim como às outras pessoas, e quando falou, as palavras malignas saíram de sua boca.

Jesus disse que uma árvore é conhecida por seus frutos. O mesmo acontece com nossas vidas. Tudo começa com um pensamento. Se permitirmos pensamentos negativos e indelicados encherem nossas mentes, eles darão frutos. Se nos debruçarmos sobre o mal, produzimos frutos ruins.

Quando observamos as pessoas, é fácil ver o fruto de suas vidas. Eles mostram bons frutos ou ruins. É simples assim. Mas a fruta é o resultado do que está acontecendo lá dentro. Podemos aprender muito sobre o caráter de uma pessoa simplesmente ouvindo a conversa. Quanto mais amarmos nossas palavras e ações para com os outros, mais amorosos e bondosos serão nossos pensamentos.

Se eu acredito que Deus realmente me ama, e se eu desfruto de comunhão com Ele todos os dias, estou plantando boas sementes em meu próprio coração. Quanto mais boas sementes eu planto, mais frutas boas eu produzo. Quanto mais penso em pensamentos gentis e amorosos mais vejo os outros como bondosos e amorosos.

Pois a boca fala daquilo que enche o coração. Palavras gentis ou de julgamento não vêm apenas a nós - elas saem de nossas bocas porque as nutrimos em nossas mentes. Quanto mais nos abrimos aos pensamentos positivos e amorosos do Espírito, mais oramos, e quanto mais lemos a Palavra de Deus, mais frutos bons produzimos no interior - e esse bom fruto se mostra pela maneira como nos comportamos em relação aos outros.

Oração: Pai, peço que me perdoe por todas as coisas duras que eu disse sobre outras pessoas. Além disso, por favor, perdoe-me por permitir que pensamentos duros preencham minha mente - sobre mim mesmo ou sobre os outros. Eu sei que não posso me fazer mais amorosa, mas você pode. Por favor, ajude-me a concentrar-me em pensamentos positivos e saudáveis. Em nome de Jesus, amém.

Joyce Meyer
Tecnologia do Blogger.